11 de agosto de 2020
  • 18:09 Vereador Sousa Filho consegue, na Câmara aprovação de dois projetos relacionados á conta de água .
  • 17:30 Central de Atendimento à Mulher em Situação de Violência – Ligue 180
  • 16:33 “CATALÃO É MAIOR QUE PICUINHAS POLÍTICAS”, DIZ PRÉ-CANDIDATO À PREFEITO DE CATALÃO ELDER GALDINO
  • 17:50 “ESTOU PRONTO PARA ADMINISTRAR UMA CIDADE RICA QUE É CATALÃO”, DIZ PRÉ-CANDIDATO A PREFEITO PELO MDB*
  • 15:56

*Elder Galdino e citado em Coluna  Giro,  do Maior Jornal impresso do Estado de Goiás ” O Popular”. Veja na íntegra a nota onde Elder é cotado como uma das Grandes Apostas do MDB Goiano.

No último boletim de atualização da SMS, publicado ainda na última sexta-feira (24), os óbitos pela Covid-19 em Catalão eram 17, com esses dois últimos já somam-se 19 mortes pela doença. No último levantamento de dados, os casos confirmados entre testes rápidos e exames de PCR, somavam-se 624, porém, a até a publicação dessa matéria, o novo boletim de atualização dos dados não havia sido publicado.

Ainda sem uma atualização publicada por parte da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Catalão, teve onfirmacao que a  em menos de 24 horas, foram registrados mais duas mortes pela Covid-19 na cidade de Catalão, sendo que a última vítima foi na manhã de manhã de hoje, segunda-feira (27), sendo uma mulher de 50 anos de idade,  ex-funcionária da Santa Casa de Catalão.

Já o segundo óbito, ocorreu ontem, domingo (26), sendo um idoso de cerca de 70 anos de idade, que de acordo com o Secretário de Saúde do município, Velomar Rios, recentemente havia feito uma cirurgia neurológica, em decorrência de um  Acidente Vascular Cerebral (AVC) que havia sofrido.

Enquanto se inaugura um elefante branco, a avenida Presidente Médici que corta os bairros Vila Maria e Dona Matilde, fica largada a própria sorte. Enquanto o Prefeito de Catalão inaugura o Arco viário, obra realizada com dinheiro municipal, dinheiro do contribuinte catalano, e com isso deixa ruas e avenidas em outros setores mais afastados do centro a própria sorte e a Deus dará…

Outras vias sofrem com os descasos desta gestão e de outras no passado.
Foto: Reprodução /Avenida Pres. Médici

Catalão está sendo maquiada para as eleições 2020, inaugurando praças e mais praças e agora inaugurando uma obra que poderá virar o grande elefante branco de nossa cidade.

A cidade está virando ponto turístico para o Governado do Estado de Goiás, que só aparece aqui em alguma comemoração, e pior, de mãos vazias,  nem para trazer uma rosa para o prefeito ele não trouxe.

Foto: Reprodução /Avenida Pres. Médici
Nesta segunda-feira (27), governador de Goiás e sua turma, compareceu em nossa cidade para realizar a famosa aglomeração politiqueira, na inauguração do Arco viário, uma obra que era pra ser de obrigação do Estado, mas fui construído com dinheiro do município e com isto o prefeito Adib Elias, deixa de fazer obras que poderia beneficiar os moradores de nossa cidade, como realizar obras nas ruas e avenidas nos bairro mais afastados do grande centro comercial de Catalão.
Foto: Reprodução /Rua sem asfalto que liga o Bairro Vila Maria

E as creches, algumas com mais de 4 anos do inicio de suas construções e estão inacabadas e outras abandonadas. Fora que prometeu estruturar todas CMEIs da cidade e até agora somente uma foi reformada.

Foto: Reprodução /Creche iniciada em 2016 no Bairro Jardim Europa e abandonada por essa gestão
Esta é a avenida Presidente Médici, que corta os bairros Vila Maria (Bairro abandonado pelo poder público) e Dona Matilde em direção as empresas de fertilizantes e fosfatos. Um descaso com os moradores destes bairros.
Foto: Reprodução /Avenida Pres. Médici – Bairro Vila Maria

Poderia com esse dinheiro, está melhorando a qualidade de vida das comunidades:

  • Jardim Paraíso,
  • Pontal Norte,
  • Copacabana,
  • Conquista,
  • Santa Monica,
  • São Lucas,
  • Marcone,
  • Santa Terezinha,
  • Santa Helena I e II,
  • Veredas dos Buritis,
  • e etc…

Fica aí a reflexão aos cidadãos de bem de nossa querida Catalão, dinheiro temos, falta gestão e prioridades. Quando se faz uma obra sem priorizar os anseios da população o resultado é o que vemos nas ruas e nos bairros mais afastado

Folha de Catalão – A notícia de forma direta.

O pré-candidato a prefeito por Catalão Elder Galdino vem se destacando a cada dia. Nas rodas de conversa pela cidade Elder Galdino  tem mostrado preferência popular e grande aceitação. Cansada da velha política a população tem demonstrado o desejo por um novo modelo de gestão, com maior participação popular e discussão de ideias.

Apos a divulgação dos balancetes referentes aos gastos global da Prefeitura Municipal de Catalão com publicidade e propaganda, vereador de Catalão é ameaçado por “profissional” de um veículo de comunicação da cidade, ‘se ele der continuidade no processo junto ao Ministério Público, eles irão se unir contra o vereador’…

No Brasil, estamos ou não no Estado Democrático de Direito?
Não se pode aceitar que o direito a Liberdade de Expressão seja amordaçada e dilacerada pelos que se dizem os donos da cidade, primeiro que cidade não têm dono.
Basta que em outrora, já fomos dominados pelos coronéis “os donos” e pelos seus jagunços sanguinários e perversos.
Recentemente vimos ao vivo, um desses ataques aonde o professor Mamede Leão, foi tirado do ar, por um vereador que dizia ser o dono da emissora de Rádio “Comunitária”. E depois de águas passadas, em reunião com os envolvidos, o vereador, quis propor que o programa voltava ao ar, com restrições, censuras e amarras. Resultado, Mamede não aceitou e o programa mudou de estúdio e ganhou maior alcance sem censura, sem amarras e com o bordão, mais forte do que nunca, – Perguntar pode?-.
Este final de semana também rendeu, mas em outro caso. Foi divulgado os gastos da Prefeitura Municipal de Catalão nos últimos 7 anos com publicidades e propaganda pelo Vereador Arcilon de Sousa Filho, que após impetrar um Mandato de Segurança, e diga se de passagem, o mesmo não corresponde em partes o requerimento do vereador e nem da sociedade. Apresenta somente o gasto global e não quem esta recebendo e muito menos o serviço prestado, como discrimina a lei Federal nº 12.232.
Ao participar do Jornal da Sucesso com o Jornalista Fernando Garcia. Vereador Arcilon de Sousa Filho, relatou sobre o recurso quê irá impetrar ao Ministério Público para conseguir as informações das fatias dos gastos com publicidade e propaganda e sobre a ameaça que recebeu.
Vereador deixou claro. “Precisamos saber o fatiamento desse bolo. Quem está recebendo as melhores fatias? Para assim sabermos de algumas respostas para as seguintes perguntas;”

Quem recebeu?
Qual serviço prestado?
Qual Valor?
Por quê este valor?
Por quê aquele recebeu mais do que o outro?
“Nossa assessoria jurídica, já está protocolando a contestação e a gente espera que na sequência venha as informações conforme nós solicitamos.” Afirma o vereador.

“Falei também da ameaça que recebi na tarde de ontem (19), de um “profissional” da comunicação em Catalão que eu deveria ficar quieto com esse assunto, que eu não deveria recorrer porque eles vão se unir pra me destruir, produzir vídeos e me atacar. Minha resposta foi a seguinte: agilizem a produção de fake news de vocês contra mim porque o recurso já está pronto e será protocolado na Justiça sim.” Postou o Vereador Sousa Filho em sua Rede Social.

A pergunta é simples.
A Prefeitura Municipal de Catalão, estará descumpre a Lei Federal 12.232, que obriga todas as gestões públicas a pôr na transparência ativa todo gasto com propaganda e publicidade?

Os artigos 15,16 e 17 da Lei citada, determina que
“Art. 15. Os custos e as despesas de veiculação apresentados ao contratante para pagamento deverão ser acompanhados da demonstração do valor devido ao veículo, de sua tabela de preços, da descrição dos descontos negociados e dos pedidos de inserção correspondentes, bem como de relatório de checagem de veiculação, a cargo de empresa independente, sempre que possível.

Parágrafo único.

Pertencem ao contratante as vantagens obtidas em negociação de compra de mídia diretamente ou por intermédio de agência de propaganda, incluídos os eventuais descontos e as bonificações na forma de tempo, espaço ou reaplicações que tenham sido concedidos pelo veículo de divulgação.”

“Art. 16. As informações sobre a execução do contrato, com os nomes dos fornecedores de serviços especializados e veículos, serão divulgadas em sítio próprio aberto para o contrato na rede mundial de computadores, garantido o livre acesso às informações por quaisquer interessados.

Parágrafo único.

As informações sobre valores pagos serão divulgadas pelos totais de cada tipo de serviço de fornecedores e de cada meio de divulgação.”

“Art. 17. As agências contratadas deverão, durante o período de, no mínimo, 5 (cinco) anos após a extinção do contrato, manter acervo comprobatório da totalidade dos serviços prestados e das peças publicitárias produzidas.”

FONTE-FOLHA DE CATALÃO

 

 

É com muita alegria e satisfação, dentro de uma pré-campanha cada dia mais forte e com grande aceitação popular, que apresento hoje o amigo Paulo Bittencourt, experimentado profissional do marketing político com várias campanhas vitoriosas no currículo.
Paulo Bittencourt, além de entender de marketing, sabe muito de política e conhece bem nossa cidade.
Novas ideias e projetos para uma Catalão melhor e para todos!

Leia no artigo de Leonardo Rocha, especialista em direito público e eleitoral

Por Leonardo Rocha
Advogado Leonardo Rocha é especialista em direito eleitoral. (Reprodução/Arquivo)

 Advogado Leonardo Rocha é especialista em direito eleitoral. (Reprodução/Arquivo)

Após muito diálogo entre os Poderes sobre a necessidade de adiar as eleições municipais marcadas para outubro de 2020, foi aprovado pelo Congresso Nacional a Emenda Constitucional no 107, de 2 de julho de 2020, definindo que as eleições municipais deste ano serão realizadas no dia 15 de novembro, em primeiro turno, e no dia 29 de novembro de 2020 em segundo turno, onde houver.

Com o adiamento das eleições para novembro, o calendário eleitoral sofreu uma substancial alteração, até porque várias datas possuem como referência o dia das eleições para a contagem do prazo.

Entretanto, os pretensos candidatos precisam estar atentos ao fato de que determinadas datas do calendário eleitoral foram moduladas pela própria Emenda Constitucional no 107/2020, tais como a vedação da transmissão de programas apresentados por candidatos, definida a partir de 11 de agosto; data das convenções partidárias, que deverão ocorrer entre os dias 31 de agosto a 16 de setembro; última data para os partidos encaminharem o registro de seus candidatos, em 26 de setembro; e a data do início da propaganda eleitoral, inclusive na internet, a partir de 26 de setembro.

A Desincompatibilização também foi modulada na Emenda Constitucional no 107/2020, onde apenas os prazos que ainda não estavam vencidos na data da publicação da Emenda Constitucional (02/07) acompanharão a nova data de realização das eleições. Os prazos vencidos serão considerados preclusos, vedada a sua reabertura.

A publicidade institucional dos municípios foi estendida até o dia 15 de agosto e o cálculo de gastos com esta publicidade também foi alterado, devendo ter como referência os 2 (dois) primeiros quadrimestres dos 3 (três) últimos anos.

Ficou consignado, ainda, a possibilidade de manutenção da propaganda institucional de atos e campanhas destinadas ao enfrentamento à pandemia do Covid-19 por todo o segundo semestre, particularmente compreendemos pela desnecessidade de tal previsão, porque a Lei Federal 9.504/1997, artigo 73, VI, “b”, assim já excepcionava a questão, bastando o reconhecimento da gravidade e urgência da necessidade pública, pela Justiça Eleitoral.

Todos os demais prazos fixados na Lei das Eleições e no Código Eleitoral que não tenham transcorrido na data da publicação da Emenda Constitucional no 07/2020 e tenham como referência a data do pleito serão computados considerando as novas datas das eleições.

Além das mudanças no calendário eleitoral, a Emenda Constitucional no 07/2020 trouxe relevante inovação em relação as convenções partidárias, permitindo que os partidos políticos realizem por meio virtual as convenções ou reuniões para escolha de candidatos e formalizações de coligações.

Na realidade, a alteração do calendário eleitoral e a possibilidade de convenções partidárias são apenas alguns dos impactos da pandemia do Covid-19, que vão muito além de questões eleitorais, representando um verdadeiro desafio.

“Iriamos nos identificarmos, mas, na duvida melhor não.” Afirma uma moradora.
A principio os moradores iriam se identificar sem nenhum problema, mas resolveram somente conversar com a gente, sem gravar e sem se identificarem, com medo de alguma represaria.

– Mesmo que nós do Folha de Catalão, não acreditamos que em pleno século XXI, existem este tipo de ação ainda em nossa região, mas na dúvida, vamos resguardar nossas fontes –
Segue alguns dos relatos dos moradores daquela Comunidade,

“Devido a água que utilizamos ser do poço artesiano e termos somente um poço para a comunidade inteira, e temos somente este reservatório de água. Quando a energia elétrica acaba, é um transtorno para nós moradores, a água vem suja e muito fraca que nem nas caixas d’águas ela consegue subir, precisamos de improvisar para encher elas.” Afirma uma moradora.

Completou um senhor;

“Aqui tínhamos duas bombas, uma queimou e não arrumaram ela e nem trocaram por outra, já passamos até três dias seguidos sem uma gota de água nas torneiras. Quem tem condições de ter duas caixa grande, não sofre como nós.” Finaliza o morador.

Conversando com alguns jovens, eles relataram a falta de áreas para entretenimentos e lazer para os jovens e também para as crianças.

“Temos a escolinha, mas fora isto, não temos mais nada, nenhuma área de lazer para proporcionar uma interação com as outras crianças. Já tivemos alguns requerimentos de algum vereador, mas não foram atendidos não.”

“Poderiam construir um campo de futebol, sei lá, uma praça com brinquedos para as crianças e academia de ginástica ao ar livre e muito mais, mas, aqui ninguém olha não, o máximo que já fizeram foi pagar uma conta de energia atrasada de moradores, uma cesta básica e aparecem somente em 4 anos.”Afirma um dos jovens que é lavrador em uma das fazendas da região.

Nossa redação andou pelas ruas da comunidade, e notamos quê, algumas calçadas foram feitas por alguns moradores, mas, o famoso asfalto que é o sonho de várias donas de casa, para aliviar e amenizar a poeira, está longe de chegar a comunidade, somente na BR-050.
Passamos em algumas ruas com muita dificuldade, pois tem vários buracos, acreditamos que foram feitos pelas enxurradas das chuvas e deparamos com uma camada fina de terra, que ao passarmos pelo local, sobe aquela poeira que é a alegria das donas de casa.
Para vivermos em sociedade digna, aonde tudo e por tudo, pagamos os mais diferentes e caros  impostos, como por exemplo:

  • se você compra uma água, você têm o impostos à pagar,
  • na compra de um alimento, uma balinha que seja, temos o imposto à pagar,
  • na compra de um veículo automotor,  temos impostos à pagar,
  • se compramos um casa, temos impostos a pagar na hora e também o IPTU anual.
  • e daí por diante até a nossa morte, teremos impostos à pagar.
Agora, nem o básico é oferecido para as pessoas das comunidades.
Não é, e nunca será uma troca de favores, e sim o mínimo que uma comunidade espera receber e que por acaso é uma ‘OBRIGAÇÃO’ de qualquer gestor, mesmo que seja um gestor mediano.

Comunidade da Cisterna, que esta mais parecida com uma cidade do Velho Oeste, uma Terra sem gestão pública.
Vídeo da Comunidade da Cisterna.
Fonte : Folha de Catalão

Fonte: Folha de Catalão

Pré-candidato a prefeito de Catalão pelo MDB Elder Galdino e o Presidente Estadual do MDB em Goiás Daniel Vilela

De acordo com presidente da legenda em Goiás, Daniel Vilela , o emedebistas vêm com força total na disputa eleitoral.

“O MDB tem capilaridade em todos estado e a nossa expectativa é eleger o maior número de prefeitos em Goiás”.

Nós municípios de grande porte , Daniel destaca que o MDB tem favoritismo em Goiás, como Íris Rezende ou Maguito Vilela , em Aparecida de Goiânia com Gustavo Mendanha, em Jataí com Humberto Machado , em Quirinópolis com Filmar Alves, entre outros , todos os gestores consagrados e com alta popularidade.

Mas, segundo Daniel Vilela , o partido também aposta em nomes novos . Ele cita o nome de Elder Galdino que caminha para surpreender em Catalão, que está cansada com a velha  política implantada na cidade . ” Elder quer conciliar o municipio em torno de uma nova proposta , sem a antiga prainha negativa rivalidade que atrasa o crescimento de Catalão”, observou.

“A minha candidatura foi sugerida pelas pessoas, mas, ainda assim, essa adesão surpreendeu-me porque eu não achei que era tão conhecido por muitos. Acredito que as pessoas querem mudança e depositam em mim a esperança e confiança de que eu vá proporcionar isso. Estou convicto que serei um verdadeiro representante do povo”, disse o pré-candidato a prefeito de Catalão Elder Galdino.