21 de setembro de 2020
  • 12:48 Em Catalão, Elder Galdino propõe Auxílio Emergencial de RS 300
  • 16:16 Elder pretende reduzir as secretarias de 20 para 10
  • 19:05 Mauro Fayad assume a coordenação do plano de Governo de Hélder Galdino
  • 18:09 Vereador Sousa Filho consegue, na Câmara aprovação de dois projetos relacionados á conta de água .
  • 17:30 Central de Atendimento à Mulher em Situação de Violência – Ligue 180

Nosso principal eixo de propostas para a Prefeitura de Catalão é ampliar os investimentos na melhoria do serviço prestado às pessoas. Para isso, é preciso fazer uma gestão moderna e eficiente, sem desperdícios.

Minha primeira medida, caso mereça a confiança da população e seja eleito prefeito, será fazer uma Reforma Administrativa cortando pela metade o número de secretarias da Prefeitura. Vamos reduzir de 20 para 10 secretarias, um corte de despesas que nos permitirá uma expressiva redução de gastos.

O dinheiro economizado com uma gestão mais eficiente será investido na melhoria de saúde, educação, na infraestrutura urbana e nos incentivos para a atração de novas empresas para Catalão.

É preciso gastar menos com a máquina da Prefeitura para investir mais nas pessoas. Esse é o verdadeiro espírito das gestões mais modernas. Esse é o nosso compromisso.

👍Me acompanhe nas redes sociais:
Facebook: https://facebook.com/eldergaldino15⠀
Instagram: https://instagram.com/eldergaldino15
Twitter: https://facebook.com/eldergaldino15⠀

#CatalãoPraTodos #SaúdeDeQualidade #MaisEducação #CidadeEmpreendedora

Um deles proíbe o aumento da conta de água por decreto, outro proíbe a cobrança da tarifa básica de água.

TEXTO:

Nessa terça-feira (4), o vereador Sousa Filho, do MDB, apresentou dois projetos de lei relacionados à conta de água para serem apreciados pela Câmara Municipal. O primeiro proíbe o aumento do valor das taxas de água e esgoto pela SAE por decreto. O segundo proíbe a cobrança da tarifa de serviço básico de água. A decisão de ambos projetos de lei caberia ao plenário da câmara.

*Parecer contrário*

A relatora da Comissão de Constituição e Justiça, vereadora Silvinha, disse haver inconstitucionalidade nos dois projetos. Sendo assim, ela deu um parecer contrário.

Mas o procurador geral, Diogo Silva Mesquita, já tinha assinado um parecer jurídico afirmando ser legal e constitucional o primeiro projeto de lei, regulamentando o aumento do valor das taxas de água e esgoto. Além disso, recomendou que este fosse apreciado e votado pelo plenário.

*Proibição do aumento da taxa de água por decreto*

Atualmente, o aumento na conta de água é decidido dentro do gabinete do prefeito com o superintendente da SAE. Na proposta do vereador Sousa Filho, para que seja aumentado o valor da conta de água e esgoto na cidade, o projeto precisa, primeiramente, ser votado pela câmara.

“Quando o executivo decidir aumentar, na cabeça dele, quando ele fizer um estudo e julgar necessário, a proposta do prefeito tem que passar pela câmara”, afirmou Sousa Filho.

*Proibição da cobrança da tarifa básica de água*

O segundo projeto apresentado pelo vereador tem por finalidade acabar com a cobrança da tarifa básica de água, que é inclusa no talão de conta de água. Essa proposta foi uma promessa de campanha do atual prefeito, que disse que cumpriria em janeiro, mas até hoje não saiu do papel.

Já existe, inclusive, uma ação civil do Ministério Público solicitando a extinção da cobrança. No caso, a ideia do vereador Sousa Filho é agilizar este processo para que seja “resolvido definitivamente”.

*A votação*

Depois que os vereadores discutiram, os dois projetos foram aprovados, ambos com 4 votos contrários dos vereadores: Vanderval, Jair Humberto, Gilmar e Luís Pamonheiro.

“O que nos surpreende é que tem vereador aqui que depõe contra a população. Que vai contra o interesse da população para ficar defendendo os interesses do prefeito. Nós fomos eleitos, eu fui eleito, para defender o interesse do povo, por isso estou apresentando esses projetos”, declarou Sousa Filho.

Empresário do setor agropecuário disse, em entrevista, que cidade tem muito a melhorar e pede que população dê oportunidade para o novo; é a primeira vez que Elder Galdino disputa um cargo público.

Pré-candidato a prefeito de Catalão, Elder Galdino (MDB) é a aposta da sigla para que a cidade supere a gestão “desequilibrada” de Adib Elias (Podemos).* Pelo menos é isso que o presidente do partido em Goiás, Daniel Vilela (MDB), disse em entrevista recente à Rádio Cultura 101.1 FM. Na manhã da última segunda-feira, 3, foi a vez de Galdino ser o entrevistado do Cultura em Foco. “Agora é o momento, me vejo um homem preparado, com toda a estrutura para administrar uma cidade rica que é Catalão, estou pronto para fazer apenas o bem para a população”, disse.

Contido a fazer críticas em torno da atual gestão, Galdino ressaltou que a cidade pode melhorar diante do atual cenário econômico. “Vejo que a administração concentra grande parte de suas ações no centro da cidade, vejo que entornos, regiões rurais e distritos estão a desejar, quero ser um prefeito que olhe também para essa região”, explicou.

Grande pecuarista é “roceiro nato”, o pré-candidato ainda destacou os ruralistas e disse que, se eleito, desenvolverá politicas voltadas para o setor. Questionado sobre a divisão das antigas gestões que administram a cidade, Elder disse que *“chegou a hora da população dizer um basta para essa política e dar a oportunidade para um novo nome. Não sei falar bonito, mas sei que estou pronto”.

“Estou em fase final de um plano de governo em que toda a população da cidade foi ouvida. Prioridades do meu governo são cestas básicas, saúde, educação e moradia”, explicou Elder sobre seu plano de governo e disse, ainda, que pretende construir 500 casas populares por ano, reabrir o Pronto Socorro da Santa Casa nos primeiros 30 dias, criar condições para que se faça quimioterapia em Catalão e fazer mudanças na educação municipal.

*Texto: Lucas Almeida, Rádio Cultura 101.1 FM | Foto: Reprodução*

A situação está  cada dia mais difícil  de ser revertida, a montadora Mitsubishi de Catalão que não teve até hoje a parceria do Governado de Goiás.   A  a empresa começoui a  trabalhdemitir inúmerosadores o que já era previsto há dois meses atrás.

O Governo até esteve em Catalão em um evento da prefeitura junto com prefeito Adib Elias , mais deixou claro que nada pode fazer.

E quer mais notícia ruim? dezenas de trabalhadores já receberam a demissão e a informação que no dia de hoje e nos próximos haverá mais demissões.

Se sentindo abandonados os trabalhadores lamentam e diz que a partir de agora é mais gente desempregado nas ruas de Catalão. Fonte: Blog da Verdade

O MDB inovou e oficializou na noite deste sábado (1°) nas redes sociais a pré-candidatura de agropecuarista Elder Galdino a prefeito de Catalão.

Em vídeo de 2:37 minutos que exibiu um visual gráfico moderno, Galdino apareceu no escritório  de  trabalho e deu o seu recado, posicionando-se como alternativa ao que chamou de “velha política” que domina a cidade há 20 anos, com Adib Elias e Jardel Sebba se revezando na prefeitura.

Sem citar diretamente Adib e Jardel, o pré-candidato disse que a briga dos “dois doutores” cansou e que Catalão quer e precisa renovar.

“No fundo, eles brigam apenas pelos próprios interesses e nunca pela cidade. É o mais do mesmo, a velha política que ninguém aguenta mais”, afirmou.

Galdino disse que a ideia que move o projeto do MDB em Catalão é construir um novo momento para a cidade, de menos política e mais trabalho. “Menos conversa e mais ação”, alfinetou.

fazendo o contraponto a Adib e Jardel, ele disse que está  entrando na política com as mãos limpas e que a sua bandeira é a paz. “O trabalho sempre marcou a minha vida empresarial. Foi com trabalho honesto que construí tudo o que tenho. E é essa filosofia de trabalhar muito, e de forma honesta, que quero levar para a prefeitura”, enfatizou

“Quero fazer uma gestão baseada no diálogo. Vou governar próximo de você, com as portas abertas, sempre ouvindo e sendo acessível às pessoas”, assinalou.

O emedebista declarou que não vai fazer promessas. Disse que ao longo da campanha vai firmar compromissos com a população.

“Compromisso de melhorar a saúde, que hoje é péssima em Catalão. Compromisso de investir na educação das nossas crianças. Compromisso de qualificar os nossos trabalhadores para que ocupem os melhores empregos.  Compromisso de construir casas para quem precisa”, destacou.

Galdino salientou “que será o prefeito que vai valorizar os servidores municipais, que apoiará o comércio local e os produtores rurais. Que olhará com carinho e sensibilidade pelas famílias catalanas, sem ódio e sem perseguição.”

Finalizando, o pré-candidato pediu uma oportunidade para mostrar serviço na prefeitura. “Eles já tiveram muitas oportunidades e decepcionaram”, ressaltou.

O emedebista se solidarizou no final do vídeo com as famílias que tiveram perdas na pandemia da covid-19.

 

O agropecuarista Elder Galdino, do MDB, oficializa na noite deste sábado (1°) a pré-candidatura a prefeito de Catalão. Galdino vai usar as redes sociais para marcar posição e iniciar o projeto da terceira via no município.
“Chegou momento de começar a construirmos um momento novo de transformação e de mudança em Catalão, sempre com muita humildade, seriedade e trabalho”, assinalou Galdino.
Ele pontua que a  oficialização da pré-candidatura será o primeiro passo de uma caminhada que promete sacudir a política de Catalão. “A cidade está cansada do mais do mesmo, da velha briga de A e B que não leva a nada”, sublinhou.
O emedebista enfatiza que a proposta central da pré-candidatura é governar ouvindo as pessoas, com as portas abertas, estabelecendo o diálogo como prática gestão na prefeitura.
“Neste sábado, às 7 da noite, vamos fazer pelas redes sociais o anúncio da nossa pré-candidatura a prefeito de Catalão. A participação de todos é fundamental”, finalizou.
Serviço⠀
Onde acompanhar o anúncio da pré-candidatura a prefeito de Catalão:
Instagram: https://instagram.com/eldergaldino1  WWW.primeiramaoonline.com.br, e Facebook: Blog https://facebooklidianesilvaina

*Elder Galdino e citado em Coluna  Giro,  do Maior Jornal impresso do Estado de Goiás ” O Popular”. Veja na íntegra a nota onde Elder é cotado como uma das Grandes Apostas do MDB Goiano.

Enquanto se inaugura um elefante branco, a avenida Presidente Médici que corta os bairros Vila Maria e Dona Matilde, fica largada a própria sorte. Enquanto o Prefeito de Catalão inaugura o Arco viário, obra realizada com dinheiro municipal, dinheiro do contribuinte catalano, e com isso deixa ruas e avenidas em outros setores mais afastados do centro a própria sorte e a Deus dará…

Outras vias sofrem com os descasos desta gestão e de outras no passado.
Foto: Reprodução /Avenida Pres. Médici

Catalão está sendo maquiada para as eleições 2020, inaugurando praças e mais praças e agora inaugurando uma obra que poderá virar o grande elefante branco de nossa cidade.

A cidade está virando ponto turístico para o Governado do Estado de Goiás, que só aparece aqui em alguma comemoração, e pior, de mãos vazias,  nem para trazer uma rosa para o prefeito ele não trouxe.

Foto: Reprodução /Avenida Pres. Médici
Nesta segunda-feira (27), governador de Goiás e sua turma, compareceu em nossa cidade para realizar a famosa aglomeração politiqueira, na inauguração do Arco viário, uma obra que era pra ser de obrigação do Estado, mas fui construído com dinheiro do município e com isto o prefeito Adib Elias, deixa de fazer obras que poderia beneficiar os moradores de nossa cidade, como realizar obras nas ruas e avenidas nos bairro mais afastados do grande centro comercial de Catalão.
Foto: Reprodução /Rua sem asfalto que liga o Bairro Vila Maria

E as creches, algumas com mais de 4 anos do inicio de suas construções e estão inacabadas e outras abandonadas. Fora que prometeu estruturar todas CMEIs da cidade e até agora somente uma foi reformada.

Foto: Reprodução /Creche iniciada em 2016 no Bairro Jardim Europa e abandonada por essa gestão
Esta é a avenida Presidente Médici, que corta os bairros Vila Maria (Bairro abandonado pelo poder público) e Dona Matilde em direção as empresas de fertilizantes e fosfatos. Um descaso com os moradores destes bairros.
Foto: Reprodução /Avenida Pres. Médici – Bairro Vila Maria

Poderia com esse dinheiro, está melhorando a qualidade de vida das comunidades:

  • Jardim Paraíso,
  • Pontal Norte,
  • Copacabana,
  • Conquista,
  • Santa Monica,
  • São Lucas,
  • Marcone,
  • Santa Terezinha,
  • Santa Helena I e II,
  • Veredas dos Buritis,
  • e etc…

Fica aí a reflexão aos cidadãos de bem de nossa querida Catalão, dinheiro temos, falta gestão e prioridades. Quando se faz uma obra sem priorizar os anseios da população o resultado é o que vemos nas ruas e nos bairros mais afastado

Folha de Catalão – A notícia de forma direta.

Leia no artigo de Leonardo Rocha, especialista em direito público e eleitoral

Por Leonardo Rocha
Advogado Leonardo Rocha é especialista em direito eleitoral. (Reprodução/Arquivo)

 Advogado Leonardo Rocha é especialista em direito eleitoral. (Reprodução/Arquivo)

Após muito diálogo entre os Poderes sobre a necessidade de adiar as eleições municipais marcadas para outubro de 2020, foi aprovado pelo Congresso Nacional a Emenda Constitucional no 107, de 2 de julho de 2020, definindo que as eleições municipais deste ano serão realizadas no dia 15 de novembro, em primeiro turno, e no dia 29 de novembro de 2020 em segundo turno, onde houver.

Com o adiamento das eleições para novembro, o calendário eleitoral sofreu uma substancial alteração, até porque várias datas possuem como referência o dia das eleições para a contagem do prazo.

Entretanto, os pretensos candidatos precisam estar atentos ao fato de que determinadas datas do calendário eleitoral foram moduladas pela própria Emenda Constitucional no 107/2020, tais como a vedação da transmissão de programas apresentados por candidatos, definida a partir de 11 de agosto; data das convenções partidárias, que deverão ocorrer entre os dias 31 de agosto a 16 de setembro; última data para os partidos encaminharem o registro de seus candidatos, em 26 de setembro; e a data do início da propaganda eleitoral, inclusive na internet, a partir de 26 de setembro.

A Desincompatibilização também foi modulada na Emenda Constitucional no 107/2020, onde apenas os prazos que ainda não estavam vencidos na data da publicação da Emenda Constitucional (02/07) acompanharão a nova data de realização das eleições. Os prazos vencidos serão considerados preclusos, vedada a sua reabertura.

A publicidade institucional dos municípios foi estendida até o dia 15 de agosto e o cálculo de gastos com esta publicidade também foi alterado, devendo ter como referência os 2 (dois) primeiros quadrimestres dos 3 (três) últimos anos.

Ficou consignado, ainda, a possibilidade de manutenção da propaganda institucional de atos e campanhas destinadas ao enfrentamento à pandemia do Covid-19 por todo o segundo semestre, particularmente compreendemos pela desnecessidade de tal previsão, porque a Lei Federal 9.504/1997, artigo 73, VI, “b”, assim já excepcionava a questão, bastando o reconhecimento da gravidade e urgência da necessidade pública, pela Justiça Eleitoral.

Todos os demais prazos fixados na Lei das Eleições e no Código Eleitoral que não tenham transcorrido na data da publicação da Emenda Constitucional no 07/2020 e tenham como referência a data do pleito serão computados considerando as novas datas das eleições.

Além das mudanças no calendário eleitoral, a Emenda Constitucional no 07/2020 trouxe relevante inovação em relação as convenções partidárias, permitindo que os partidos políticos realizem por meio virtual as convenções ou reuniões para escolha de candidatos e formalizações de coligações.

Na realidade, a alteração do calendário eleitoral e a possibilidade de convenções partidárias são apenas alguns dos impactos da pandemia do Covid-19, que vão muito além de questões eleitorais, representando um verdadeiro desafio.